"O justo é como árvore plantada à beira de águas correntes, perto da Fonte. Porque está plantado assim, ele dá fruto no tempo certo e suas folhas não murcham. Tudo o que faz prospera. Ele é teimosamente abençoado por Deus. A olhos vistos".

Divulgo, aqui no blog, algumas reflexões. Não são textos acabados e sempre estou aberto ao diálogo!

terça-feira, 26 de julho de 2011

Acampamento com 100 mil católicos tem funk, gays e paquera

CACHOEIRA PAULISTA - SP - 16.07.2011 - O acampamento "PHN" organizado pela Cancao Nova, entidade ligada a igreja catolica, que segundo a organizacao do evento recebeu 100 mil jovens catolicos. O acampamento durou 3 dias e contou com apresentacoes musicais, circo, espetaculos de danca, feiras, alem de diversas missas. (JOAO BRITO/FOLHATEEN) ***EXCLUSIVO FOLHA***Retorno aqui (precisava retornar!) com a notícia que a Folha deu na Folhateen ontem (link para reportagem).
A pretensa repórter tenta realizar um "diário" de sua "experiência" de um final de semana na Comunidade Canção Nova durante o retiro chamado PHN (Por Hoje Não).
É sofrível ver o desconhecimento dela a respeito da Igreja e da Canção Nova e de como a Folha (órgão de comunicação tão profissional) permite uma "reportagem" assim desqualificada.
Obviamente não espera-se que ela tenha uma compreensão tal qual um católico convicto, é necessário, porém, uma "investigação" prévia do que se irá encontrar.
Alguns termos: "Movimento que tenta modernizar a igreja (sic)", "aprendiz de missionário", "comunidade hippie sem sexo" (ao designar a Com. Canção Nova), denunciam que a repórter não fez a tarefa de casa para realizar a matéria.
É claro que não espero uma apologia ao trabalho da Igreja junto aos drogados (mal que a sociedade não sabe mais como resolver!), aos homossexuais, aos marginalizados, aos jovens. Não é próprio desta imprensa se dedicar a compreender e a revelar o bem que a Igreja tem feito por este mundão afora sem publicidade. Mas ficou muito destacado o tom irônico e debochado da matéria. Não era para entender (aliás, quem desconhece o PHN não deve ter entendido nada!), era para confundir. Por que existe uma concentração de pessoas (jovens, diga-se de passagem) pareceu bem à Folha dizer alguma coisa (uma vez que até o Alckmin aparece em uma foto da matéria - que só diz que estava na Missa!). 
Tenho percebido que os tema "religião" e "Igreja Católica" têm ocupado os meios de comunicação diariamente e, normalmente, as abordagens são simplistas, inocentes quando não ignorantes. Existem tantos especialistas, comentadores sobre vários assuntos, porque não analistas da religião? Ou assessores teológicos? Fica a dica!

3 comentários:

Anônimo disse...

Amigo, achei as críticas muito válidas, mas tenho uma coisa a dizer, se vc conhecesse realmente o que acontece lá dentro acredito que sua visão não seria essa! falo por experiencia própria, nao tenho nada contra a Igreja, sou católico, mas lá dentro podemos dizer que não é tudo mto "católico" assim

Robert, ccj disse...

Agradeço o seu comentário, mas posso dizer que sei de mtas coisas que acontecem ou aconteceram lá ou em outros lugares cristãos. Mas que a abordagem da reportagem é, no mínimo, amadora, devemos concordar, não é?
Não são os erros deste (ou de outro lugar) que apagam todos os benefícios que se realizam tbém. Sei da seriedade da vocação como Canção Nova.
Abraços,

Quele Oliveira disse...

Eu também achei super "influenciadora" esta reportagem... Claro que onde existem jovens que não conhecem a Deus sempre haverá a tentativa de fazer uma "desordem", o problema é que não é somente isso que acontece lá! Na realidade o que acontece de maior não foi relatado. Também acompanho e sirvo em acampamentos deste tipo. Posso exemplificar com o "Acamp's" da Com. Católica Shalom! Lá há jovens que vão a fim de "azaração", a fim de se drogar, beber, acreditando que vão achar brecha para isso, mas o que mais me chama a atenção não são esses, são aqueles que ao final do acampamento tem a coragem de se expor e mesmo indo com todas essas intenções negativas se abrem para o novo de Deus e saem de lá pessoas novas! Pense nisso "Anônimo" não se deixe influenciar por uma reportagem que pelo que vi só quis mostrar coisas negativas! Você tem duas opções: olhar e admirar a parte do copo que já está cheia, ou se prender aquela parte que ainda está vazia...