"O justo é como árvore plantada à beira de águas correntes, perto da Fonte. Porque está plantado assim, ele dá fruto no tempo certo e suas folhas não murcham. Tudo o que faz prospera. Ele é teimosamente abençoado por Deus. A olhos vistos".

Divulgo, aqui no blog, algumas reflexões. Não são textos acabados e sempre estou aberto ao diálogo!

domingo, 12 de março de 2017

Padres casados? O que, de fato, o papa Francisco falou.


O que o Papa falou na entrevista?

A entrevista está disponível no site do jornal "Die Zeit", em alemão. Porém, o acesso é restrito aos assinantes. Pode-se ver um resumo do próprio jornal aqui (caso alguém tenha acesso à entrevista completa - em qualquer língua - peço que deixe o link nos comentários, obrigado).

Então, de acordo com este resumo e com comentários da mídia católica em geral, pode-se resumir assim o que o papa Francisco disse:


sexta-feira, 10 de março de 2017

O que eu penso de Nossa Senhora?

Aparição da Virgem a S. Bernardo - Filippino Lippi
"Escreve, pois, o Evangelista: 'Entrando o Anjo onde ela estava', evidentemente onde estava Maria, 'disse: Deus te salve, cheia de graça; o Senhor está contigo!' (Lc 1,28). Onde estava ela para que entrasse? Creio que no santuário de um honesto aposento onde ela, talvez, a portas fechadas, rezava a seu Pai em segredo (cf. Mt 6,6). Os anjos costumam estar perto dos que rezam e deliciar-se com aqueles que erguem as mãos puras em oração (cf. 1 Tm 2,8): eles se comprazem em oferecer a Deus o sacrifício da santa oração e fazê-lo subir a ele como hóstia de suave perfume (cf. Ef 5,2). Po entrar onde ela estava e saudá-la com tanta reverência, o Anjo mostrou quão agradáveis aos olhos do Altíssimo eram as orações de Maria" (3º Sermão para as Festas de Nossa Senhora - São Bernardo de Claraval).

Nossa Senhora Aparecida - Ronaldo Mendes
Este é um dos sermões que mais aprecio sobre Nossa Senhora. São Bernardo, que tem uma forma fantástica de escrever, capta o momento em que Maria recebe a visita do anjo. Para Bernardo, ela estavam em oração naquele momento - o que é bem verossímil.

Maria - Nossa Senhora - a Virgem - sempre foi motivo de inspiração para tantos escritores, escultores, pintores, iconógrafos, músicos, compositores, poetas, coreógrafos, teólogos.

domingo, 5 de março de 2017

Providência Divina, Quaresma, Aranhas e outras coisinhas...


link da imagem:
http://ocatequista.com.br/atitude-catolica/item/18057-dizimo-partilha-de-amor-ou-negociata-com-deus
Faço umas poucas reflexões a partir de uma pregação que realizei ontem em um grupo ontem, aqui em Curitiba.

O tema que haviam me pedido era sobre a Providência Divina!

Eita tema ardiloso! Quando se fala nele, muitos associam imediatamente àquela tal "teologia da prosperidade", que estimula o "crente" a "exigir" de Deus a parte dele no "negócio", uma vez que o tal "crente" já "sacrificou"... (vamos lembrar que este verbo - "sacrificar" - é como um "código" secreto para não dizer abertamente dar dinheiro, cheque, entregar o salário, o carro, a mesada e sei lá mais o quê!). Lembrei-me também de um certo paxtô em um vídeo de janeiro agora, com o país enfrentando uma crise complexa, faz um desafio - "coloque tua vida no altar do Senhor. Faça este pacto com o Senhor. Vai ser um 'toma lá, dá cá'. Tome uma decisão drástica - ou é ou não é - se ficar só no lero-lero, no Senhor, Senhor, ó Deus, não adianta nada - e se não mudar a sua vida, amanhã vc vem aqui falar comigo e eu deixo de pregar o Evangelho" (não, não vou colocar o link aqui para não dar audiência..). Aí me dá uns dez tipos de medo de falar sobre o assunto e ser mal interpretado!!!

Aprendendo sobre a Providência Divina...